Filho surta e mata a mãe a facadas para pegar cartão e comprar droga.

Giro de Noticias - 08/05/2019 - 07:23


Uma professora de 51 anos foi morta a facadas pelo filho em São João da Boa Vista (SP) neste domingo (5). Victor Sanchez, de 32 anos, foi preso em flagrante e confessou o crime. Segundo a Polícia Civil, ele afirmou que surtou e que pegou o cartão da mãe para comprar cocaína. O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte).

De acordo com o registro feito pela Polícia Militar, Victor foi preso no condomínio onde morava com a professora Lucia Elisa Sanchez, no Parque das Nações. Questionado sobre o que teria acontecido no local, ele disse que o namorado da mãe a teria matado. Na cozinha, os policiais militares encontraram a vítima caída e muito sangue ao redor.

Os policiais vistoriaram um dos banheiros e encontraram algumas roupas de Victor sujas de sangue, além de pegadas por todo o apartamento. Segundo a PM, vizinhos relataram que ninguém havia entrado nem saído do local e que o condomínio possui câmeras de vigilância.

Indagando novamente, o filho confessou o crime e disse que surtou porque a mãe não queria lhe dar dinheiro para que ele pudesse comprar drogas.

Irritado, ele acertou a cabeça da mãe com uma jarra de vidro e depois desferiu aproximadamente umas 50 facadas. Após o crime, ele pegou o cartão bancário dentro da carteira da mãe e foi a um posto de gasolina em busca de dinheiro.

Vício em drogas

O delegado de plantão Sérgio Ferreira do Carmo disse que Victor não tinha passagens pela polícia, mas era dependente químico e já tinha sido internado em clínicas de tratamento ao menos três vezes.

“Ele contou que tinha cheirado cocaína na noite anterior e na manhã deste domingo ele não tinha dinheiro. Ele então resolveu matar a mãe para pegar o cartão bancário dela e conseguir dinheiro para comprar droga”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, Victor após o crime ele se limpou do sangue e foi até o posto de combustíveis onde abasteceu o carro e conseguiu uma quantia em dinheiro.

“Ele compra cocaína e volta para o apartamento, onde é preso e confessa o crime. Ele falou que tinha um ótimo relacionamento com a mãe, mas que surtou. É um crime chocante, hediondo, repugnante. Ele disse que estava arrependido, que ainda não tinha noção do que tinha feito”, relatou o delegado.

Victor, que atualmente estava desempregado, será apresentado pela Polícia Civil na audiência de custódia nesta segunda-feira (6).

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98118-9627
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/