Polícia prende suspeito de participar de assassinato da PM desaparecida em SP.

Redação - 07/08/2018 - 18:52


Um suspeito de envolvimento no assassinato da policial Juliane dos Santos Duarte foi preso na Zona Sul de São Paulo na tarde desta segunda-feira (6). Ele irá ficar preso temporariamente por 15 dias.

O suspeito, de 45 anos, está preso no 89º DP no Portal do Morumbi. Segundo o delegado plantonista, o nome do suspeito é Everaldo Severino da Silva, conhecido pelo apelido "Sem Fronteira". De acordo com a polícia, ele foi preso em Paraisópolis e correu após ver os policiais. O suspeito tentou se desfazer de três celulares que estavam com ele.

Um segundo suspeito também foi detido nesta segunda, prestou depoimento à polícia e foi liberado. A Polícia Militar deteve os dois homens nesta segunda-feira (6) após o recebimento de uma denúncia anônima.

A Secretaria de Segurança Pública de SP chegou a oferecer uma recompensa de R$ 50 mil por informações que levassem à descoberta do paradeiro da policial.

O corpo da policial Juliane dos Santos Duarte foi encontrado dentro do porta-malas de um carro, por volta das 19h50 desta segunda-feira (6), na Rua Cristalino Rolim de Freitas, no Bairro Campo Grande, na Zona Sul de São Paulo. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) Central e foi reconhecido pelos familiares da vítima.

A soldado da Polícia Militar paulista estava desaparecida desde a madrugada da última quinta-feira (2), quando teria ido à favela de Paraisópolis, região do Morumbi, também na zona sul paulistana.

De acordo com o tenente-coronel da Polícia Militar, Fabri, que estava no local, a policial  recebeu um tiro na virilha e outro na cabeça.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/