Após retirar funções da Funai, Bolsonaro diz que indígenas e quilombolas são explorados

Redação - 03/01/2019 - 16:02


O presidente Jair Bolsonaro publicou em sua página no Twitter que indígenas e quilombolas são explorados por ONGs no Brasil. Ele escreveu ainda que vai buscar integrar esses grupos ao restante do país.

"Mais de 15% do território nacional é demarcado como terra indígena e quilombolas. Menos de um milhão de pessoas vivem nestes lugares isolados do Brasil de verdade, exploradas e manipuladas por ONGs. Vamos juntos integrar estes cidadãos e valorizar a todos os brasileiros", escreveu o presidente.

Bolsonaro fez a publicação na rede social após assinar nesta segunda-feira (1º) uma medida provisória que altera a estrutura do governo federal e destina ao Ministério da Agricultura a responsabilidade de identificar e demarcar terras indígenas no Brasil.

Anteriormente, a demarcação de terras indígenas era atribuição da Fundação Nacional do Índio (Funai), que faz parte da estrutura do Ministério da Justiça. Já a de quilombolas ficava com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), vinculado à Casa Civil

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/