Sindicato repudia incitação de violência contra professores e sindicalista por radialista de Eunápolis.

Redação - 07/02/2019 - 12:38


Professores e Sindicato passam por um momento de extrema hostilidade e intolerância nas relações interpessoais durante um programa de Rádio apresentado pelo radialista J.Bastos. O programa que vai ao ar todos os dias, de segunda a sexta-feira e transmitido pela Emissora de Radio, Ativa FM, de propriedade do atual Prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, teve um momento de fúria e ataques generalizados e sem precedentes proferidos pelo radialista contra os profissionais da educação e sindicatos que representam as categorias.

A APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, Núcleo Itabela, enfatiza que já existem vários registros de hostilidade instaurada no país contra professores em salas de aulas, muito desses ataques são impulsionados por políticas contra a categoria, que contribuem ainda mais para a disseminação da cultura do ódio. Esta hostilidade proferida por este radialista sem duvidas é refletida dentro do ambiente escolar, em que a violência frequentemente é uma realidade.

“Os professores (as) e orientadores (as) educacionais, além de enfrentarem o desafio diário de lecionar em escolas sem estrutura, muitas vezes, vivenciam uma rotina de desrespeito, ameaças, agressões verbais por alunos e até por pais, ainda são obrigados a ser atacados de forma violenta e com ameaças por um radialista que faz deste meio de comunicação uma arma para denegrir imagens e incitar o ódio contra uma classe inteira” comenta o Coordenador da APLB-Sindicado de Itabela.

 “Infelizmente, esta é realidade vivenciada no município de Eunápolis se não tomarmos uma providencia judicial a tendência é aumentar se não houver uma intervenção da justiça imediato a educação vai perder e muito na valorização dos professores e professoras de Eunápolis e região, já que todos foram citados de forma generalizada. É inadmissível que situações de extrema violência contra profissionais, em pleno exercício de suas funções, aconteça e uma emissora deste porte usa sua audiência através deste radialista para incitar ainda mais  a violência contra esta categoria”.

“Vivemos em um país marcado pela cultura do ódio e da intolerância e somente a educação será capaz de reverter essa situação. Nos da APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, Núcleo Itabela, solidarizamos aos  professores e reafirmamos o compromisso da diretoria colegiada. O  Sincanto  estará na luta constante em defesa dos direitos e pelo fim da violência nas escolas”, afirma o coordenador da APLB, Valtim Rodrigues Lima.

Em sua fala durante o programa desta quarta-feira, dia 06/02/2019, o radialista J.Bastos, falou que o Sindicato emprenham os professores pelo ouvido e  diz que os professores não gostam de trabalhar, não gosta de ler, e  diz ainda, “se Bolsonaro fosse homem mesmo de  quebrar no pau como ele disse que quebraria” como se ainda perpetuassem no brasil o regime de  ditadura.

Os ataques contra os professores e o sindicado não acabou por ai, foram quase vinte e cinco minutos de críticas, acusações e palavras consideradas pelo sindicato como de incentivo ao ódio e de hostilidade contra a categoria. Finaliza o Sindicato.

A categoria e sindicato vão acionar a justiça contra a  emissora e o radialista.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



J Bosta isso sim! Um homem q não dá valor à um profissional da educação não merece meu respeito!
Mãe de aluno

O problema é que o dinheiro deixar o homem doido ninguém briga por melhorias para os alunos e para as escolas nem cidade sim no seus bolsos onde tem dinheiro todos querem isso é problema os professores acha que é dele o prefeito acha que não mas ninguém que melhorar nada tudo só que o dinheiro está e a verdade
Gilberto

Entrego VC j bastos e seu companheiro de rádio jabazeiros ,nas maos de Deus que seja feita a vontade de Deus...OTY
Mordor

Já estava na hora de alguém tomar uma atitude . Esse radialista acha que é intocável, insultando as pessoas.


Acho mais que justo o sindicato entrar com uma ação em prol da honra de todos nós professores que tão bem desempenhamos nossas funções. ( indepedente do que pensa o senhor J.Bastos)
Conceição

RADIALISTA J BASTOS RECEBE DA PREFEITURA DE ITABELA TB.É SÓ PROCURAR SABER VEREADORES AS FALCATRUAS DESSA GESTÃO QUE VCS LOGO CASSA ESSE PREFEITO
itabelense

Esse nem passou por professores, deve ter sido expulso cedo da escola, pois quando trabalhei no Colégio Armando Ribeiro Carneiro, chegou la foi para fazer o CPA!!!! Nem escola frequentou


Infelizmente, ainda ouvimos falas absurdas como essa. Mas, venhamos concordar que, no mínimo, é suspeito o radialista de uma emissora de rádio que pertence ao prefeito Robério falar dos professores sem que o próprio gestor não tivesse conhecimento disso. Outro ponto, caso ele não tivesse conhecimento, qual foi atitude do prefeito após essa agressão pública? Dê direito de resposta aos professores


J bosta Vai estudar analfabeto
Alguem



este aí todo mês leva o dinheiro do povo de Itabela pra Eunápolis.
JABAZEIRO BASTO

Instaura um inquérito... denúncia na promotoria ... processa esse safado
Povo

Eunapolis é problema o prefeito não deixa as paralisação a bagunça professor sem trabalhar o bicho pega em eunápolis
Flavão

É constrangedor para nossa categoria, ouvir isso de um ex aluno, com certeza um dia precisou de um professor/uma professora. Deve está muito infeliz, o coitado. Mas também nos orgulha sobremaneira, estamos incomodando. Parabéns a APLB/ Eunápolis, com certeza tomará as medidas judiciais cabíveis. Fora J. Bastos.
Professora Leonina

Em eunápolis o bambu geme não tem está de paralização de bagunça não o povo fica do lado certo
Analice

Esse jota basto e um porquira
Lo