Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias de Eunápolis e região cobra o comprimento da (MP) 827/2018 com o novo piso R$ 1.250,00.

Redação - 08/02/2019 - 11:00


O Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias, SINDIACSCER, estará reunindo uma comissão para pressionarem a Prefeitura de Itabela, o comprimento da (MP) 827/2018 com o novo piso salarial dos agentes comunitários de saúde e agentes de combates as endemias que é de R$ 1.014,00 e passará a ser de R$ 1.250,00 em 2019 (23,27% de reajuste); de R$ 1.400,00 em 2020 (12%); e de R$ 1.550,00 em 2021 (10,71%).

“A lei possibilita a adequação legislativa municipal, de acordo com a legislação federal. A regulamentação dessa lei representa a valorização profissional, para garantir mais conquistas para todos.”, destacou o Presidente do Sindiacscer Tobias Albino.

O Presidente do Sindicato afirmou que a nova lei e um momento único e de grande conquista e que os agentes comunitários contribuem efetivamente para isso. “As cidades estão  crescendo a cada dia e esse crescimento também passa por vocês, que estão em cada residência, seja  na x zona urbana ou no interior. Vocês merecem cada melhoria, cada conquista, como a inclusão no Plano de Cargos e Salários que  trouxe muitos benefícios”, disse.

Conforme a lei, o aumento será gradual até 2021, sendo R$ 1.250,00 em 2019; R$ 1.400,00 em 2020; e R$ 1.550,00 em 2021. A lei prevê ainda que piso salarial terá reajuste anual em 1º de janeiro, a partir do ano de 2022. Para isso o prefeito tem que mandar para a Câmara Municia um Projeto de Lei que regulamente o novo piso salarial desses servidores.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98118-9627
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



Vergonha desses agentes , não trabalha e quer aumento é cada uma que a gente tem que ver . Só no Brasil mesmo!
Monte pascoal