Incêndio que está destruindo Parque Nacional de Monte Pascoal pode ser criminoso diz Cacique.

Redação - 02/03/2019 - 10:55


Há quatro dias que Índios da Aldeia Boca da Mata e um grupo de Brigadistas de outras aldeias indígenas tentam combater um incêndio na reserva do Parque Nacional de Monte Pascoal, em Porto Seguro. O cacique Alfredo Santana Ferreira conversou com a reportagem do Giro de Noticias e disse que acredita que o incêndio seja criminoso. A suspeita é de que caçadores que  andam pela região tenha incendiado à floresta.

A área mais atingida pelos focos de incêndio está localizada  na região do município de Porto Seguro, onde vivem índios da etnia Pataxós. A área atingida fica na divisa do Parque Nacional com os municípios de Itabela, Porto Seguro e Itamaraju.

Para o Cacique, a probabilidade do fogo ter começado de forma natural é quase nula. Como a área é de difícil acesso, existe a necessidade de um helicóptero do Ibama  para está auxiliando no trabalho de contenção do fogo.Segundo ele a necessidade ta bem de um trator de esteira para abrir caminho para passagem de caminhão com água.

“A prioridade é controlar os focos de incêndio para que o fogo não chegue até as aldeias, pois queremos preservar a população indígena”, disse.

O Cacique  informou que ainda não há  como informar sobre a quantidade de hectares que foram devastados até o momento.Ele reafirma que o fogo iniciou-se na região do rio Caraiva que fica um pouco distante, mas com o vento forte as chamas  se espalham com muita velocidade e vai destruído tudo que encontra pela frente.

O Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal é uma das mais importantes unidades de conservação integral do sul da Bahia. Neste parque nacional localiza-se o Monte Pascoal, que foi a primeira porção de terra avistada por Pedro Álvares Cabral em 1500. O Parque Nacional de Monte Pascoal está entre as maiores reserva indígena da Bahia. Abriga cerca de 6 mil habitantes da Etnia Pataxós.

O Cacique contou a reportagem do Giro de Noticias que estão trabalhando com duas frente de trabalho, mas não é suficiente para conter o incêndio, ele contou ainda, que entrou em contado com a empresa Veracel Celulose que prometeu ajuda em combate terrestre e aéreo.

Ainda segundo o Cacique, manteve contato com a prefeitura de Porto Seguro entre outros órgãos regionais. "Pela magnitude do incêndio é preciso apoio do Governo do Estado e do Governo Federal e com urgência, caso não receber este apoio a destruição  do Parque será inevitável",disse 

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98160-3777
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/