Para Bolsonaro, ampliação de áreas de proteção ambiental dificultava o progresso no país.

Giro de Noticias - 05/07/2019 - 07:04


O presidente Jair Bolsonaro atribuiu aos líderes estrangeiros o que chamou de dificuldade de progresso no Brasil. Segundo ele, em declaração nesta quinta-feira (4), no passado, líderes estrangeiros influenciavam o governo brasileiro a demarcar terras indígenas e quilombolas, e a ampliar áreas de proteção ambiental, este fato, no entendimento de Bolsonaro, dificultava o progresso do país.

A declaração foi dada pelo presidente durante um café da manhã, no Palácio do Planalto, com a Frente Parlamentar da Agropecuária. O grupo é conhecido no Congresso Nacional como bancada ruralista.

“Esses dois [Macron e Merkel], em especial, achavam que estavam tratando com governos anteriores, que, após reuniões como essas [G20], vinham para cá e demarcavam dezenas de áreas indígenas, demarcavam quilombolas, ampliavam área de proteção, ou seja, dificultavam cada vez mais o nosso progresso aqui no Brasil”, disparou o presidente aos ruralistas ao comentar sobre o encontro com o presidente da França, Emmanuel Macron, e com a chanceler alemã, Angela Merkel, durante a cúpula do G20.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98118-9627
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/