CBF trabalha com chance de pedido de demissão de Tite após jogo no Paraguai: CBF mira Renato Gaúcho como alternativa

Giro de Noticias - 06/06/2021 - 13:59


No tabuleiro de xadrez que opõe, de um lado, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, e do outro, jogadores e comissão técnica da seleção brasileira, cresce a expectativa, dentro da entidade, de que Tite possa pedir demissão depois do jogo contra o Paraguai, terça-feira, pelas Eliminatórias para a Copa do Qatar.

O técnico Tite  vai ter que pedir demissão do comando da seleção brasileira após o jogo com o Paraguai, na terça-feira, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Caso ele não faça isso sem duvidas será demitido do cargo.

 Esta é a expectativa dentro da própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF) após o comportamento do treinador nos últimos dias de preparação da equipe no Rio de Janeiro. Tite demonstrou claramente que sua preocupação não esta na pandemia e sim na política, quando ele como  um discípulo do Lula ficou incômodo pelos jogos serem tramitados pelo SBT e a competição vem fortalece Bolsonaro.

A relação entre o treinador e o presidente da entidade, Rogério Caboclo, se deteriorou por conta de vários episódios, entre eles, o apoio de Tite ao protesto dos jogadores contra a realização da Copa América no Brasil, um episódio de suposto assédio sexual envolvendo o presidente da entidade e até críticas à comissão técnica e o fato de a Globo ter partido a exclusividade de transmissão dos jogos para o SBT.

Fontes  certa consideram difícil uma reaproximação de Tite. Vários fatores provocaram as desavenças entre o treinador e o dirigente. O mais recente foi o treinador  influenciado os jogadores  para não disputar a Copa América no Brasil. A crise chegou a ser admitida pelo próprio treinador na quinta-feira, na entrevista coletiva um dia antes do jogo contra o Equador.

Sem argumento sobre a pandemia, até porque varias competições estão acontecendo há meses, a Copa América não seria diferente de outras competições, até porque haverá um protocolo a seguir, a boa noticia, os jogadores dos países que irão participar já tomaram a vacina e todos serão testados diariamente. Outra informação é de que, as seleções que irão participar de outros países terão hotel, avião, ônibus exclusivos só deles, ficam impedidos de manter contato com pessoas no Brasil.

A Copa América começa no dia 13 de junho, com jogos nas cidades de Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro. Na visão dos jogadores, a temporada foi atípica e exaustiva. Demonstrando que não está sendo levada em conta a pandemia, mais as férias dos jogadores que moram fora do Brasil.

 

Além disso, eles reclamam que não houve diálogo com a entidade sobre a mudança da sede do torneio - inicialmente, o torneio continental seria realizado na Colômbia, que desistiu por problemas políticos internos, e na Argentina, que declinou em função do agravamento da pandemia de covid-19. Tite e sua equipe se posicionaram a favor dos atletas. Reuniões com a cúpula da CBF só acentuaram as diferenças. Alguns ficaram insatisfeitos com a maneira como foram tratados na reunião, como subordinados da entidade.

A nova seleção será convocada na quarta-feira, podendo o novo técnico excluir a maioria dos jogadores que estão atuando na seleção e dando oportunidade a novas caras do futebol brasileiros que não perdem em nada para muitos jogadores famosos  que de futebol não tem anda, apenas a fama.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98118-9627
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/