Mãe faz boletim de ocorrência policial contra atendimento médico de Itabela após bebê morrer na barriga da mãe durante parto.

Giro de Noticias - 28/07/2022 - 11:18


A dona de casa, Cleidiane Dantas Ramos, 27 anos, registrou um boletim de ocorrência, na delegacia de polícia civil de Itabela, nesta quarta-feira (27/07), contra o atendimento do médio de Itabela, Dr. Bruno Campos Covre, do Hospital Municipal Frei Ricardo. Segundo denúncia da mãe, a criança pode ter morrido porque ouve demora no parto e que ela não havia condições de dar à luz ao Bebê que nasceu com mais de 4Kg e com parto normal e ela quer apuração dos fatos.

Cleidiane contou que na madrugada do última domingo, 17/07, por volta das 2h20m, deu entrada no hospital Frei Ricardo, sentido as contrações e foi encaminhada para uma sala do pré-parto e examinada pelo médico plantonista, Dr. Bruno Campos Covre e foi informada que estava com 3 centímetros  de dilatação e foi internada.

As 4h10m da madrugada, a bolsa rompeu e Cleidiane foi informada por uma enfermeira que tinha fezes misturada ao liquido da bolsa e que não estava conseguindo ouvir os batimentos cardíácos da criança e que iria comunicar ao médico. A enfermeira solicitou a presença da acompanhante, Liliane Dantas Ramos, irmã da mãe em trabalho de parto e da técnica de enfermagem de nome Patrícia que permaneceram no local com ela, até o final do parto.  

Em seguida o médico Dr. Bruno veio e fez o toque novamente e constatou 07 centímetros de dilatação e que o parto segundo ele seria rápido o que não aconteceu. O Bebê só veio nascer por volta das 9h20m de domingo, ou seja, um pouco mais de 9h após ter dado entrada naquela unidade de saúde.  

O caso está sendo tratado pela família como uma suposta negligência médica no hospital. A mãe contou a reportagem do giro de notícias, que sentiu muitas dores no momento do parto que precisou de 6 pessoas para realiza-lo. Ela conta ainda, que foi usado durante o parto um instrumento para retirada do bebê que estava em sofrimento fetal e ela não conseguia mais fazer forças para a descida no canal vaginal.

Ainda de acordo com a irmã da parturiente, Liliane Dantas Ramos, a criança no momento do nascimento ficou com o ombro garrado dentro da mãe e que dificultou ainda mais o parto. Ela conta ainda, que logo que a criançã nasceu, foi levada  para outro local e tentaram por meia hora reanima-lo, até que veio a triste notícia de que a criança havia morrido.

A mãe conta ainda, que pediu para ser transferida para Eunápolis, mais não obteve resposta, ela também contou, que deu a luz na sala de pré-parto, pedindo para ser levada para sala de parto achando que seria melhor, o médico havia dito que a mesa estava quebrada e que ela poderia cair.

No relatório do médico logo após o parto e que a redação do Site Giro de Notícias teve acesso, ele escreveu que a criança estava morta a dois dias na barriguda da mãe. A mãe contestou dizendo que no sábado, horas antes do parto, ela sentia a criança mexendo dentro do útero.

A família queria levar o corpo da criança ao Departamento de Polícia Técnica para fazer a perícia sobre as causas da morte, mais não foi possível devido à falta da guia policial com o pedido.

A mãe mostrou todo os documentos de acompanhamento da gravidez durante o pré-natal. Todas as consultas atestaram normalidade da gravidez e não constatou em nenhuma consulta nada de anormal com a saúde do Bebê.

Cleidiane Dantas Ramos, 27 anos, moradora do bairro bandeirante em Itabela, contou também que é mãe de uma menina de sete anos, de parto normal e que não teve nenhuma complicação da primeira e nem da segunda gestação. O caso está sendo investigado e a polícia já solicitou ao hospital o prontuário que relata todos os dados do atendimento feito a paciente enquanto esteve no hospital.

A redação do giro de noticias já entrou em contato com a direção clínica do hospital Frei Ricardo e aguarda a manifestação do hospital, ou da Secretaria de Saúde e ainda deixa espaço aberto para  que o Médico aqui citado, se pronunciar se assim deseijar.

WhatsApp Giro de Notícias (73) 98118-9627
Adicione nosso número, envie-nos a sua sugestão, fotos ou vídeos.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Nome:

Texto:

Máximo de caracteres permitidos 500/



Esse Bruno é um iniciante, só está aqui por ser de família tradicional da cidade,.mas não tem competência nenhuma. Médicos recém formados são jogados para interior de cidades, onde casos como esse acontece e fica por isso mesmo. Passei por isso com minha sobrinha que foi extremamente dopada, chegando em Eunápolis já n se podia fazer nda além de esperar diluir a medicação que ele deu. Quantas mais pessoas terá que morrer para afastar esse filhinho de papai?
Revoltada

gente pelo o amor de deus toma atitudes eu quase perdi minha neta por imrreponssabilida dos médicos também. a trez anos atrás graças à Deus quebrei o pal e com segui salvos as duas graças à Deus
sila santos

Acho que não devemos colocar a culpa no Médico. O Hospital é uma porcaria, não tem nem estrutura e vocês querem crucificar o profissional. Se ele chegou até aqui é porque ele tem capacidade para exercer a sua profissão. Povo de Itabela não sejam ingratos com os filhos de Itabela que enfrentam o mundo para se dedicar a vida na Medicina.
Um Colega de Profissão.

Para buscar profissionais de qualidade, alguns que já trabalham nos postos de saúde de Itabela, precisaria ser 2 médicos de plantão. MAS A PREFEITURA NÃO QUER ARCAR !!! A demanda é intensa nesse hospital !!!
Enfermeira Itabela

Meu deus estava assistindo ao web com vc Alencar, e teve gente que disse que n ia se meter gente somos seres humanos eles nos tratam como animais. Não procuraram a mãe pra de ouvir ela estou revoltada. Cadê o que se diz PREFEITO? da cidade que n toma uma iniciativa. Pelo que pude entender a mãe não quer nada só esclarecer e o afastamento desse médico e ninguém toma uma iniciativa. N gosto desse médico ele só vive dormindo no hospital e quando agente pergunta eles falam que ele tá em emergência
Alguém

Que tipo de homem e esse não se pode chamar de médico uma pessoa dessa, sou mãe e estou abismada com tudo isso força mamãe quando uma mãe perde um filho nos todas perdemos tbm
Morada abismada

E mxm que n dê em nada por ele ser de família rica e amiguinho do PREFEITO pelos menos se ver que nem todo mundo e besta
Alguém

Gente será que ninguém procurou essa mãe pra saber como ela estava, esse médico e um carniceiro n tem preparação alguma, quantas reclamações contra ele e ninguém faz nada, nós sabemos que n vai dar em nada por Bruno ser de família rica e amiguinho do PREFEITO mais pelo menos teve uma pessoa de coragem coisa que outras pessoas n fez, não se pode chamar esse homem de médico
Moradora do dapezao

Gente isso e um descaso, enquanto uma mãe ou um parente tem coragem outros que passaram pelo mxm caso não tem, força mamãe e lembre-se que eles agora vai te atacar de todas as maneiras e inventar mentiras, pq vc teve a coragem de denúncia e se expor por justiça ao seu filho
Moradora do ouro verde

Estou prestes a dá a luz e a angustia já tomou conta de mim o medo de voltar sem meu bebê ,. Medo de ser plantão do Bruno Covre..Deus toma conta de mim e do meu filho que tudo dê certo, e se a justiça da terra não for feita, Que a de Deus não falhe, E que esse médico pague duro pelo que causou a essa mamae
Grávida de 8 meses

Esse hospital de Itabela está pior que um matadouro, lugar de salvar vidas,eles tiram vidas, doutor Bruno Covre pior médico que Itabela já teve, sem qualificação nenhuma... Só ver e ouve os relatos de quem precisa da saúde pública, e nada se é feito mais porque não tem justiça? Porque é de família Rica e vive de coloio com O PREFEITO LUCIANO FRANCISQUETO O MAQUIADOR DE ITABELA parabéns Mãezinha pela coragem que teve de colocar as caras, coisas que muitas não tem coragemDeus nãoDeixaEuirLá
Moradora

Os profissionais tem que pegar com Deus e fazer o que pode .lo
Moradora de Itabela

Sinto muito pela essa mãe que perdeu o bebê .Mas o que acontece nem é culpa dos médicos é a situação que o hospital se encontra , sem medicamentos, Falta de extrura adequada para fazer um parto desse , além disso o médico não tem autorização para fazer a transferência , lá dentro tem a assistente social para cuidar disso .o caso mesmo é se transferir perde o dinheiro que vem para Itabela , se transferir para Eunápolis o dinheiro vem para Eunápolis .Na realidade os profissionais que trabalham no
Moradora de Itabela

Se depender do delegado de Itabela, não dá nada, pois o mesmo não gosta de trabalhar, tantos casos parado e ele naonfaz nada, Teve tentativa de estrupo,e até agora nada foi feito. Nao é esse caso ao envolvendo hospital, médico de família rica e amigo do prefeito que vai da alguma coisa .
Valadao

Vou fazer uma pergunta aqui, se a criança estava morta a 2 dias , fiquei sabendo que nen uma coletagem na mãe foi feito, deram alta no outro dia sem se quer examinar a mãe . Oque esse médico está fazendo gente ? Prefeito Luciano Francisqueto toma uma atitude.


Trabalho aqui no Hospital, mais aqui tá um descaso, esse hospital tá parecendo um açougue. Lugar de salvar vidas , está sendo um lugar de matar pessoas.
Funcionário do Hospital Frei Ricardo

Gente que descaso A saúde pública tá um caos Luciano Francisqueto tá ficando só nas ruas agora está aí a saúde com um descaso desse vamos agir gente até quando vai acontecer isso com os bebês que vão nascer ali meu deus que triste meus pêsames E força mamãe guerreira que teve coragem de lutar de corre atrás desse descaso tem que afastar esse médico vai esperar morre mas pessoas mas vidas meu deus segundo eu fiquei sabendo que a mulher que morreu de dengue foi ele que matou aplicou vacina erad
Morador de Itabela

Que descaso estar a saúde de Itabela! Força mãezinha pela coragem, pq são várias reclamações desse médico e ninguém toma uma providência, força a essa mãe de coragem que tomou a iniciativa de denúncia &128079; coragem que muitos n tiveram
Moradora do irmã dulce

Se o bb estava morto a dois dias o doutor fez uma coletagem na mãe?
Moradora do centro

Nós mães temos que nos unir e ir até o ministério público pedi o afastamento desse médico Bruno Covre.
Mãe indignada

Vamos fazer uma manifestação com todas as gestantes, o Prefeito da maquiagem, só sabe enfeitar as ruas e a saúde está um caos.
Revoltado

Triste realidade de Itabela, uma vergonha, até quando bebês vão morrer?
Lilii

E já na sala de parto foram 4 pessoas pra fazer meu parto! Pq deu complicações por passar da hora de nascer! Eu sei que até um segurança estava na sala! Onde apertou tanto minha barriga pro meu bebê nascer, tirando que desmaiei várias vezes pq não aguentava mais! graças a deus deu tudo certo! Mais foi traumatizante! Nunca mais quero voltar lá!
Moradora de itabela

E um descaso nesse hospital, a pessoa chega em trabalho de parto e que eles faz e jogar agente em uma sala, e sair! Só entra pra fazer o toque! E ainda reclama se reclamamos de dor! Não nós damos atenção, trata agente como se fosse nada! O meu primeiro parto foi assustador dei entrada às 7 hrs da manhã e só ganhei 22 hrs da noite! E quando eles me tiraram da pré-sala pra sala de parto, a cabecinha do meu bebê já estava saindo!
Moradora de itabela

Itabela acabou com esse prefeito
Ciganno Souza